Banco de dados do SQL Server: criar, alterar, descartar, restaurar

O que é banco de dados?

Um banco de dados é uma coleção de objetos como tabelas, visualizações, procedimentos armazenados, gatilhos, funções, etc.

Considere um com alguns exemplos da vida real:

  • Temos a estante onde os livros residem,
  • Temos casas onde moramos,
  • Temos estacionamentos onde os veículos estão estacionados e os exemplos são inúmeros.

Da mesma forma, temos DATABASE que é uma espécie de lar para todas as nossas tabelas, visualizações, procedimentos armazenados, etc. que estão interligados.

Tecnicamente, o banco de dados armazena os dados de maneira bem organizada para fácil acesso e recuperação. No SQL Server, existem dois tipos de bancos de dados:

  1. Bancos de dados do sistema: os bancos de dados do sistema são criados automaticamente para você ao instalar o SQL Server. Eles desempenham um papel crucial no servidor, especialmente para garantir que os objetos de banco de dados sejam executados corretamente. Exemplos de bancos de dados do sistema SQL Server incluem: Master, MSDB, Model, Tempdb, Resource
  2. Bancos de dados do usuário: Os bancos de dados do usuário são criados pelos usuários do banco de dados como você, que receberam acesso para criar bancos de dados

Neste tutorial, você aprenderá:

Regras para criar um banco de dados

Primeiro, precisamos conhecer as regras básicas para a criação de um novo banco de dados:

  • Os nomes dos bancos de dados devem ser exclusivos em uma instância do SQL Server.
  • Os nomes dos bancos de dados podem ter no máximo 128 caracteres.
  • A instrução CREATE DATABASE deve ser executada em modo de confirmação automática.

Existem 2 maneiras de criar banco de dados no servidor SQL.

  1. SQL Server Management Studio
  2. Transact-SQL

Criar banco de dados usando SQL Server Management Studio

Etapa 1) Clique com o botão direito em 'Banco de dados' na janela 'Pesquisador de objetos' e selecione 'Novo banco de dados'.

Etapa 2) Abaixo da tela 'Novo Banco de Dados' aparecerá. Insira 'Nome do banco de dados'. Observe que: A coluna 'Nome lógico' será preenchida automaticamente com:

  1. Edu | Tipos de arquivos: linhas e grupos de arquivos: PRIMÁRIO
  2. Edu_log | Tipos de arquivos: LOG e grupos de arquivos: 'Não aplicável'

Aqui:

A) Edu | Tipos de arquivos: linhas e grupos de arquivos: PRIMARY é um arquivo .mdf

B) Edu_log | Tipos de arquivos: LOG e grupos de arquivos: 'Não aplicável' é o arquivo .ldf

Etapa 3) (Opcional) Para configurações mais complexas, podemos navegar até 'Opções' e 'Grupos de arquivos'. No nível iniciante, a criação do banco de dados a partir da guia Geral será suficiente.

Etapa 4) Clique em 'Adicionar'.

Resultado: Banco de dados 'Edu' criado.

Podemos expandir Banco de dados - 'Edu' que conterá Tabelas, Visualização, etc. Estes ficam inicialmente em branco até que o usuário crie uma nova Tabela, visualizações, etc.

Visualize a consulta de origem:

Você pode visualizar a consulta de origem do banco de dados 'Edu' recém-criado como: Navegação: Clique com o botão direito no nome do banco de dados> Banco de dados de script como> CRIAR para> Nova janela do editor de consultas.

Janela de consulta:

Criar script:

 USE [master] GO CREATE DATABASE [Edu] CONTAINMENT = NONE ON PRIMARY ( NAME = N'Edu', FILENAME = N'C:Program FilesMicrosoft SQL ServerMSSQL14.SQL_MSMSSQLDATAEdu.mdf' , SIZE = 8192KB , MAXSIZE = UNLIMITED, FILEGROWTH = 65536KB ) LOG ON ( NAME = N'Edu_log', FILENAME = N'C:Program FilesMicrosoft SQL ServerMSSQL14.SQL_MSMSSQLDATAEdu_log.ldf' , SIZE = 8192KB , MAXSIZE = 2048GB , FILEGROWTH = 65536KB ) 

Criar banco de dados com T-SQL

Outro método é escrever a consulta T-SQL para criar um banco de dados e executá-la.

Vamos dar uma olhada na maioria das consultas T-SQL de criação de banco de dados simples.

Sintaxe:

CREATE DATABASE 

Consulta:

 CREATE DATABASE [Edu_TSQL_file] 

Clique em 'Executar'

Resultado: podemos ver o Edu_TSQL criado no SQL Object Explorer.

Vamos dar uma olhada quando queremos criar banco de dados com arquivos .mdf e .ldf. Aqui, podemos fornecer a localização como uma parte implícita de nossa consulta.

Sintaxe:

CREATE DATABASE database_name [ CONTAINMENT = PARTIAL ] [ ON [ PRIMARY ] [ ,...n ] [ , [ ,...n ] ] [ LOG ON [ ,...n ] ] ]; 

Consulta:

 CREATE DATABASE [Edu_TSQL_file] CONTAINMENT = NONE ON PRIMARY ( NAME = N'Edu_TSQL_file', FILENAME = N'C:Program FilesMicrosoft SQL ServerMSSQL14.SQL_MSMSSQLDATAEdu_TSQL_file.mdf' , SIZE = 8192KB , MAXSIZE = UNLIMITED, FILEGROWTH = 65536KB ) LOG ON ( NAME = N'Edu_TSQL_file_log', FILENAME = N'C:Program FilesMicrosoft SQL ServerMSSQL14.SQL_MSMSSQLDATAEdu_TSQL_file_log.ldf' , SIZE = 8192KB , MAXSIZE = 2048GB , FILEGROWTH = 65536KB ) 

Como alterar o banco de dados

Assim como Criar Consulta de Banco de Dados, também podemos Alterar Banco de Dados. Podemos renomear o nome do banco de dados, alterar a localização e configuração do arquivo, etc.

Regras básicas para alterar o novo banco de dados:

  • A instrução ALTER DATABASE deve ser executada em modo de confirmação automática.
  • ALTER DATABASE não é permitido em uma transação explícita ou implícita.

Existem 2 maneiras de alterar o banco de dados no servidor SQL.

  1. SQL Server Management Studio
  2. Transact-SQL.

Alterar banco de dados com SQL Server Management Studio

Vamos tentar alterar o nome do nosso banco de dados pré-criado 'Edu'.

Etapa 1) Clique com o botão direito no nome do banco de dados. Clique em 'Renomear'.

Etapa 2) O nome do banco de dados será editável. Insira o novo Nome e pressione Enter.

Resultado: o banco de dados agora é renomeado como 'Edu_Alter' de 'Edu.'

Alterar banco de dados com Transact-SQL

Agora vamos alterar o banco de dados usando T-SQL

Sintaxe:

ALTER DATABASE MODIFY NAME = 

Consulta:

 ALTER DATABASE Edu_TSQL MODIFY NAME = Edu_TSQL_Alter; 

Execute a consulta acima clicando em 'Executar'.

Resultado: o banco de dados agora é renomeado como 'Edu_TSQL_Alter' de 'Edu_TSQL'.

Sintaxe geral:

ALTER DATABASE database_name MODIFY NAME = new_database_name ; 

Alterar o nome do arquivo .mdf / .ldf

Consulta:

 Alter DATABASE Edu_TSQL_Alter; MODIFY FILE ( NAME = Edu_TSQL, NEWNAME = Edu_TSQL_newName ); 

Alterando a localização do arquivo .mdf / .ldf

Consulta:

 Alter DATABASE Edu_TSQL_Alter; MODIFY FILE ( NAME = Edu_TSQL_NewName, FILENAME = N'C:Program FilesMicrosoft SQL ServerMSSQL14.SQL_MSMSSQLDATANew_FileEdu_TSQL_log.ldf' ); 

Excluir banco de dados

Existem 2 maneiras de excluir o banco de dados no servidor SQL.

  1. SQL Server Management Studio
  2. Transact-SQL.

Excluir banco de dados SQL Server Management Studio

Vamos tentar excluir nosso banco de dados pré-criado 'Edu_Alter'.

Etapa 1) Clique com o botão direito em Banco de dados. Clique em 'Excluir' e depois em 'OK'.

Resultado: 'Edu_Alter' é excluído da lista do banco de dados 'Object Explorer'.

Excluir banco de dados usando Transact-SQL

Vamos tentar excluir nosso banco de dados pré-criado 'Edu_TSQL_Alter.'

Sintaxe:

DROP DATABASE 

Consulta:

 USE master; GO DROP DATABASE Edu_TSQL_Alter; GO 

Execute a consulta acima clicando em 'Executar'.

Resultado: 'Edu_TSQL_Alter' é excluído da lista de banco de dados 'Object Explorer'.

Restaurar banco de dados

Você pode criar um banco de dados restaurando um banco de dados do qual fez backup anteriormente. Isso pode ser feito executando o comando restore database que tem a seguinte sintaxe:

restore Database from disk = ' 

A consulta deve ser executada dentro da janela de consulta exatamente como no comando anterior. Por exemplo:

restore database Edu from disk = 'C:BackupEdu_full_backup.bak' 

Você também pode usar a navegação da GUI: Clique com o botão direito em Banco de dados> Restaurar bancos de dados> Dispositivo> Importar arquivo> Clique em OK.

Resumo:

  • Podemos usar o SQL Management GUI e o T-SQL para realizar todas as três operações; Criar, alterar e excluir banco de dados.
  • No máximo 32.767 bancos de dados podem ser especificados em uma instância do SQL Server.
  • Bancos de dados do sistema não podem ser excluídos.
  • Criar, alterar e descartar: Todas as operações não diferenciam maiúsculas de minúsculas. Podemos usar maiúsculas e minúsculas como sintaxe.